Para resultados mais precisos em programas de treinamento e até mesmo para alguém sedentário iniciar uma atividade física o ideal é ter, além do acompanhamento de uma equipe qualificada, dados que permitam avaliar, monitorar e controlar os potenciais e necessidades de cada atleta.

A CareClub oferece, de forma inovadora, inúmeros testes e métodos capazes de agregar valor e individualizar o seu planejamento específico e a organização de treinamentos e dietas em conjunto com suas expectativas e de seus treinadores.

Testes realizados:

  1. Teste Ergoespirométrico

O Teste Ergoespirométrico é um procedimento que avalia o desempenho físico máximo do paciente e mede a resposta de seu sistema cardiovascular, muscular e respiratório frente as situações de esforço.

Diferente do Teste Ergométrico, que avalia apenas a resposta cardiovascular, o Teste Ergoespirométrico, avalia o comportamento de componentes metabólicos durante o esforço, permitindo identificar informações importantes, como as melhores zonas de frequência cardíaca para o treinamento, individualizando a prescrição de exercício.

Também chamado de teste cardiopulmonar, ele se tornou bastante difundido nos últimos anos, fornecendo informações vitais para ser aplicado tanto em atletas profissionais como em pacientes que desejam uma prática mais segura.

  1. Testes de Lactato

O teste de lactato é um aditivo de informação bioquímica do organismo que ajuda o atleta a encontrar a melhor estratégia na melhora de sua performance. Permite individualizar ainda mais minuciosamente seu treinamento, determinar os efeitos da atividade e do consumo energético e ajudar até na estratégia de provas.

O programa de treinamento deve ser diferente para cada pessoa. O organismo de cada pessoa frente a um esforço reagirá de forma diferente. O lactato é um subproduto energético do metabolismo anaeróbio (quando nossas células não conseguem utilizar o oxigênio para produzir energia). A concentração sanguínea do lactato especifica então o tipo de metabolismo energético predominante no atleta naquele momento e indica quão intenso está sendo aquele esforço para aquela pessoa, naquele estado de forma física, permitindo indicar o melhor plano de treinamento.

O teste, por meio da coleta de uma gota de sangue (ponta de dedo), feita nos intervalos das variações de intensidade, determina o limiar de lactato, ou seja, o nível no qual o ácido láctico começa a aumentar sistematicamente. Quanto melhor o condicionamento físico do atleta, maior a capacidade de manter os valores de lactato baixos por mais tempo e sob intensidades maiores. Isto agrega conhecimento sobre o limiar de lactato, importante para mensurar a eficácia e eficiência atual dos treinos e a performance do esportista.

– FTP (Functional Threshold Power) – O FTP é um teste específico para ciclistas. Durante este teste, você deve pedalar à maior intensidade que consiga suportar por 20 minutos. O teste permite calcular a potência máxima que seria suportada pedalando por um período de 60 minutos. Isso permite estimar seu rendimento esportivo atual e identificar zonas de potência específicas para estruturar um treinamento individualizado. Pode ser utilizado como estratégia de treinamento ou de prova.

Opções: Bike (Wattbike ou Bike Própria)

  1. Testes de Controle de Carga Interna

Quando pedimos exames laboratoriais fazemos algumas orientações aos nossos pacientes sobre a alimentação do dia anterior, a necessidade de jejum no dia do exame e a manutenção do uso de medicação diária para evitar alterações em seus resultados. Mais ainda, para alguns exames, o exercício físico deve ser evitado no dia anterior buscando diminuir interferências nas suas variáveis.

Porém, quando se trata de Medicina do Esporte, sobretudo de alto rendimento, o basal de nossos atletas é praticar esportes. Sendo assim, a manutenção do treinamento se faz importante para a coleta. Além disso, muitas das queixas de nossos pacientes, relacionadas à fadiga e diminuição de performance, estão presentes somente nos treinamentos ou até esforços mais intensos.

Pensando nisso, a CareClub usa sua estrutura única (em parceria com o laboratório de análises bioquímicas do EINSTEIN) para realizar testes de esforço máximo específicos para sua modalidade esportiva. Assim, busca ter uma visão clínica do atleta e da intensidade do esforço, levando a uma identificação mais precisa das variáveis na atividade, que não seriam vistas em exames laboratoriais em repouso. Isso nos ajuda a fazer um diagnóstico e planejamento mais preciso das necessidades de nossos atletas durante seu esporte e permite traçar estratégias de treinos e provas otimizadas para cada um.

Obs.: Aqui, os testes (Corrida, Triatlon, etc) são similares na forma de execução, individualizando os protocolos que serão realizados de acordo com a queixa e o esporte do atleta.

  1. Avaliação Antropométrica (Composição Corporal)

– Teste de Bioimpedância: O teste de bioimpedância, avalia a densidade corporal do indivíduo por meio de uma corrente elétrica inofensiva, de baixa amplitude, aplicada sobre ele. Assim, mais do que saber o peso do indivíduo, essa balança informa a sua porcentagem de gordura, de hidratação, de osso e de músculo, além de localizar essas proporções nos diferentes segmentos do corpo.

Este teste é importantíssimo para conhecer a composição corporal do indivíduo. Aqueles que estão iniciando a prática de exercício físico na academia, por exemplo, podem manter o mesmo peso após algumas semanas e achar que não houve nenhum resultado do exercício, mas isso pode ser fruto de ganho de massa muscular associado à perda de gordura, o que só pode ser confirmado através de uma avaliação da composição corporal. Atletas já experientes e de alto nível, necessitam de um ajuste fino nas estratégias alimentares e de treinamento, que serão facilitadas através da acurácia dos dados que a bioimpedância pode fornecer.

– Teste de Dobras Cutâneas e Circunferências: O teste de dobras cutâneas e circunferências é uma outra forma de se avaliar as características antropométricas de um atleta.

Medir dobras cutâneas é medir a espessura de sua camada de gordura corporal, através de um instrumento chamado adipômetro, fazendo efetivamente uma dobra em pontos específicos do seu corpo. A quantidade de pele é mínima e pode ser considerada desprezível, ficando então com valores significativos de gordura naquele ponto específico. Devido à existência de uma relação entre gordura subcutânea e gordura corporal total, a soma de várias dobras cutâneas pode ser utilizada para estimar a gordura corporal total. Quando realizado pelo mesmo avaliador, permite um resultado fidedigno.

  1. Avaliação Alergias e Intolerâncias Alimentares:

– Teste para avaliar quais alimentos teria alergia ou intolerância com parceria do Laboratório Einstein.