Ao serem muito solicitados (treinos pesados), alguns tecidos produzem muitos radicais livres e sofrem microlesões, o que pode atrasar a recuperação para um bom rendimento num treino seguinte. Isto atrapalha quem deseja melhora de performance. Surgiu então o RECOVERY, que é utilizado para otimizar a recuperação das estruturas excessivamente solicitadas nestes treinos mais intensos. Já bem difundido entre os atletas, o processo dura 1 hora e consiste na combinação de 3 recursos principais:

– crioterapia (gelo): realizada com imersão em banheira e/ou GAME READY, que é um equipamento que gera compressão e resfriamento localizado na área principal a ser tratada;

– massagem esportiva (soltura): realizada por fisioterapeuta para alívio da tensão muscular e melhora da circulação;

– bota de compressão: consiste em uma bota muito confortável que melhora a drenagem e auxilia a eliminar as toxinas geradas pela sobrecarga muscular.

Para quem utiliza os recursos de Recovery com maior frequência, acompanhando o período de preparação, pode fazer uma versão que leva apenas 30 min por sessão, chamado FAST RECOVERY. Nessa modalidade, são utilizados os recursos de crioterapia e bota de compressão.